República Federativa do Brasil – Desordem e Regresso

Se achei uma boa ideia? Claro, assim como muitas pessoas no mundo eu sou um grande sonhador que as vezes passa meses sem conseguir colocar os pés no chão, eu não sou uma pessoa que por meio das redes sociais tenta de alguma forma chamar a atenção ou ser engraçadinho com todos  (na verdade eu sou sim mas bem discreto e no meu circulo social, com piadas factíveis) mas essa história me chamou tanto a atenção. Normalmente eu não costumo escrever nada no blog que mostre a minha opinião sobre quaisquer que seja o assunto tratado com prioridade pelos bazucas.

O brasileiro é tão fútil, superficial e tão exageradamente carente afetivo que resolve criar um perfil no facebook, no twitter (de vez em quando blog’s) e acha que realmente aquilo que ele fala tem alguma relevância para todos os “amigos” ou “seguidores”.  Eu sei que não sou só eu partidário da ideia que as redes sociais são usadas para marketing e apenas isso “ai nossa Yuri, como você é paranóico” Isso não é paranóia, é a pura lógica, o marketing visual que são as propagandas feitas pelas redes sociais eu nem preciso entrar em detalhes, é bem visível e qualquer criança pode ver, mas o marketing pessoal as vezes quem o faz nem sabe o que está fazendo ali, eu entro no meu facebook hoje em dia por carência mesmo, admito isso, quando estou sozinho e quero conversar com alguém ou simplesmente por que quero fazer propaganda dos meus textos, que mesmo sendo lidos por um numero pequeno de pessoas e que as vezes não serem entendidos eu ainda tenho a esperança que alguém vire para mim e me conteste a nível de querer debater sobre quaisquer assunto.

Mas quem sou eu? Exatamente! Não sou ninguém, eu sou mais um usuário dessas infames redes sociais, um cara que tem um blog que quase ninguém lê, alguém que mais sonha do que age. Sim amigos, assim como você que está lendo eu fico revoltado com todas aquelas partilhas ridículas e pífias de assuntos triviais e patéticos, como uma musica sem nenhuma letra considerável virar um dos maiores singles que o Brasil Já exportou, a viagem de uma mulher para fora do pais, a revolta de um jornalista a respeito desses fatos, sim eu sou um revoltado também, mas sejamos francos, nós realmente já fomos mais inteligentes.

Todo dia tem uma corrente nova “tal politico fez isso”, “tal estudante fez aquilo” “tão mulher foi estuprada”, as pessoas se atem a coisas tão passageiras que esquecem os assuntos que deveriam ser lembrados, Você sabe se o ex- goleiro Bruno  foi condenado? Sabe alguma coisa do Sarney? Pode me dizer a quanto anda o projeto do Belo Monte? Sabe quem é Marcos Valério? O brasileiro sempre reclama de como as coisas estão ruins no pais, de como a corrupção está absurda, de como deveríamos correr atrás, de como deveríamos ir contra o governo mas sempre ficamos apenas na ideia não é?

Agora estamos passando por um processo assustadoramente grande e de extrema importância para as pessoas que compartilham dados na internet,  não preciso entrar em detalhes não é? Pra quem não está ligado (provavelmente alguém de outro planeta) eu deixo um link que explica por alto  aqui. O interessante desse caso é que todo mundo que partilhou ou se sentiu ameaçado nem sequer teve o trabalho de saber do que se trata ou achou realmente que poderia fazer alguma coisa relevante no processo da aprovação ou não das leis que sancionaram o compartilhamento de dados , mas o mais notável foi a repercussão errônea mundial. DA ONDE DIABOS DIFUNDIR A MASCARA DE UMA CHARGE DO ROSTO DE UM SOLDADO PROTESTANTE DO SÉC. XVI É SINÔNIMO DE ABRAÇO A UMA CAUSA? Está se perguntando o que quer dizer isso? Bem meus caros, após o sucesso de um filme baseado em uma celebre série de romances gráficos produzido por Alan Moore e desenhado em sua grande parte por David Lloyd. ” V for vendeta” cuja a história se passa em um passado alternativo onde o protagonista sobre uma ideologia anarquista vai contra o totalitarismo fascista do governo,  fazendo uso do codinome “V” e de uma mascara do Guy Fawkes (sério, da uma lida nisso que é muito interessante).  É mais fácil seguir a opinião de outras tantas pessoas do que ter a sua hoje em dia, é triste ver tanta reclamação, tanta preocupação, tanto desperdício de força e entusiasmos em busca de um país melhor, um lugar onde se possa viver com tranquilidade e comer um sanduba no  Subway sem pagar muitos impostos ou sujar sua roupa.

Mas quando é que vamos aprender, que o problema desse país, somos nós mesmos?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s