Trilha Sonora – Hans Zimmer and Klaus Badelt (Pirates of the Caribbean: The Curse of the Black Pearl – 2003

Falar de “blockbusters” pode ser muito delicado, principalmente quando se trata de uma franquia de sucesso e altamente rentável da Walt Disney. Esse é o caso de Piratas do Caribe (Pirates of the Caribbean: The Curse of Black Pearl – 2003). Muitos podem se perguntar o que faz um filme como este ter tanto sucesso, talvez seja a combinação de bons efeitos, boa direção, e bons roteiros direcionados exatamente para o público jovem, além claro, dos atores que atraem esse tipo de público (como é o caso de Johnny Depp e Orlando Bloom).

Geralmente, filmes “pipocões” como esse emplacam uma série de coisas, principalmente personagens e músicas. Não é à toa que Jack Sparrow caiu no imaginário humano, tornando-se um personagem do simbólico de nossa geração. O mesmo podemos dizer da trilha sonora, que no primeiro filme foi de autoria do alemão Klaus Badelt. Originalmente, a Disney havia contratado Alan Silvestri (Lara Croft: Tomb Raider), que logo foi dispensado devido às divergências com o produtor Jerry Bruckheimer. Depois, o consagrado Hans Zimmer (Gladiator) foi convidado para compor a trilha do filme, mas alegou que não poderia assumir, pois estava em total dedicação para a trilha do “O Último Samurai” (“The Last Samurai”). Zimmer sugeriu Badelt, e acabou colaborando com ele para escrever a maioria das músicas do filme (aliás, muitas delas são resquícios da trilha de “Drop Zone”). Uma interessante curiosidade é que a trilha precisou ser feita em quatro dias, devido ao curto período que dispunham, sendo gravada no Hollywood Studio Symphony.

Com um trilha épica, Piratas do Caribe emplaca com faixas como “He’s a Pirate” e “One Last Shot”. As músicas não só aumentam a emoção no ápice do filme, como também descrevem a característica de cada personagem, cada lugar, cada cena. Se houvesse uma trilha sonora para batalhas e momentos épicos, certamente a trilha de Piratas do Caribe estaria entre as músicas escolhidas. Ver o capt. Jack chegar imponente em seu bote furado, na sua primeira cena do filme, não seria nada sem a trilha sonora e a edição de som bem encaixada. Dá para sentir o dedinho de Hans Zimmer na obra, certamente!

No mais, vale a pena ouvir o álbum e imaginar que eis um corsário do século XVI, comandando uma embarcação em águas caribenhas. Só tome cuidado para não deixar o navio afundar. “Savvy?”

2 responses to “Trilha Sonora – Hans Zimmer and Klaus Badelt (Pirates of the Caribbean: The Curse of the Black Pearl – 2003

  1. Pingback: Vou comprar cigarros e já volto! « Café com Whisky·

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s