2 Coelhos

Um dos melhores e mais bem estruturados filmes brasileiros dos últimos anos e não falo isso por conta dos efeitos especiais, digo principalmente por conta de um roteiro muito bem estruturado e cortes de cenas digníssimos. Disposição de imagem e expressão corporal foram importantes no que se diz respeito a qualidade, mas a trilha sonora é de longe a um contraste no filme, bem fraca.

O longa usa de vários recursos que eu (como indivíduo) alem de gostar muito, considero algo que aumenta mais o teor da história, que é a narrativa e flashbacks, difícil demais contar a história com a detalhes sem um spoiller mas levantar os pontos altos e baixos do filme (novamente, do meu ponto de vista) não vai ser complicado.

A ideia básica do filme parte da premissa de Edgar (Fernando Alves Pinto), depois de sua temporada de dois anos em Miami, de acabar tanto com a criminalidade quanto a corrupção da sua vizinhança , para isso ele arquiteta um puta de um plano bem elaborado e usa as pessoas a sua volta para conclui-lo. Bem, originalmente o filme não é isso tudo, e a ideia do protagonista não é tão louvável assim, não estamos diante de nenhum idealista mascarado de Guy Fawkes ou de um Travis Bickle de moicano ensandecido dentro de um táxi. Não há nada de nobre no que o rapaz quer, a ideia dele é de redenção sobre suas próprias cagadas. Não tem nada de heroico.

Pode ser uma puta de uma frase preconceituosa minha mas, o trailer não atraiu o público-alvo da história, sério, eu fui ver esse filme exclusivamente por que estava afim de ver algo que eu não precisasse pensar muito pra assimilar, apenas para passar o tempo. O que não aconteceu e surpreendido eu fiquei. Pasmo com o desenrolar, e aquele final? Nu!

Mas é algo que passa na nossa realidade, algo válido e viável, cidadãos presos entre a violência da periferia e a corrupção das classes altas e politicas, é um tema já batido mas que vale sempre manter a tecla pressionada, devido a comodidade e passividade á criminalidade colocando culpa na falta de estrutura do governo perante os problemas sociais, e o governo fazendo nada alem de dar desculpas por não conseguir alcançar toda a população brasileira com seus programas e escapando de C.P.I.’s.

Afonso Poyart faz uma verdadeira obra (sim eu gostei mesmo do filme), prodiziu, dirigiu e fez o roteiro. Deve ter dado um puta de um trabalho pra fazer isso tudo mas o esforço no final valeu a pena, a escolha dos atores para interpretar os personagens foi muito coesa, (sério, até o thaide eu achei que ficou chique demais no seu papel)

Mas como eu disse antes, a unica coisa no filme que tira um ar de trabalho sério é essa trilha sonora irritante, parece que a mesma pessoa que faz as trilhas pro ‘molhação’ fez pro filme, por que nossa…

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s