A estrada da noite – Joe Hill

Uma lenda do rock pesado, o cinquentão Judas Coyne coleciona objetos macabros: um livro de receitas para canabis, uma confissão de uma bruxa de 300 anos atrás, um laço usado no enforcamento, uma fita com cenas reais de assassinato. Por isso, quando fica sabendo de um estranho leilão na internet, ele não pensa duas vezes antes de fazer uma oferta.  “Vou vender o fantasma do meu pai pelo lance mais alto…”

A estrada da noite (heart shapped-box) é o segundo livro da carreira de Joe Hill King, é! Justamente ele é o filho do cara! Quando lançou a coletânea do terror “20th Century Ghosts” Hill tentou esconder seu parentesco com mas isso é claro que foi descoberto rapidamente pela mídia depois disso o sucesso veio eminente, só resta saber se foi pelo seu próprio talento ao escrever, ou se foi a sombra impotente do papai Sthephan King.

Eu li o livro sem parar, não sou muito fã de história de terror mas a família king parece ter o talento de prender a atenção do leitor, claro, confesso que comprei o livro por que já conheço o trabalho de Stephen King e segui como a maioria das pessoas mas me surpreendi ao ler a história, a forma de escrever é somente um pouco parecida, só que de uma maneira mais rápida, você entende sem precisar de uma pagina inteira para falar um único acontecimento como king pai tem o costume de fazer.

 

Por 1.000 dólares Judas Coyne, se tornar o feliz proprietário do paletó de um morto, supostamente assombrado pelo espírito do antigo dono. Sempre às voltas com seus próprios fantasmas – o pai violento, as mulheres que usou e descartou, os colegas de banda que traiu – Jude não tem medo de encarar mais um.

Mas tudo muda quando o paletó finalmente é entregue na sua casa, numa caixa preta em formato de coração. Dessa vez, não se trata de uma curiosidade inofensiva nem de um fantasma imaginário. Sua presença é real e ameaçadora.

   O espírito parece estar em todos os luares, a espreita, balançando na mão cadavérica uma lâmina reluzente – verdadeira sentença de morte.
O roqueiro logo descobre que o fantasma não entrou na sua vida por acaso e só sairá dela depois de se vingar. O morto é Craddock McDermott, padrasto de uma fã que cometeu suicídio depois de ser abandonado porJude.

Numa corrida desesperada para salvar sua vida, Jude faz as malas e cai na estrada com sua jovem namorada Gótica. Durante a perseguição implacável do fantasma, o astro do rock é obrigado a enfrentar o seu passado em busca de uma saída para o futuro. As verdadeiras motivações de vivos e mortos vão se revelando pouco a pouco em “A estrada da noite” – nada é exatamente o que parece. (sinopse Editora sextante)



One response to “A estrada da noite – Joe Hill

  1. Pingback: O Pacto (Horns) – Joe Hill | Café com Whisky·

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s